Como escolher um colchão: durma melhor!

Um elemento-chave para uma boa noite de sono é um colchão adequado. No entanto, com tantas opções disponíveis – colchões de molas, de espuma, de látex, de água, ortopédicos – escolher o colchão certo pode parecer uma tarefa assustadora. Neste artigo, vamos orientá-lo passo a passo sobre como escolher um colchão perfeito para si.

Definir o grau de firmeza

Primeiro passo, é importante identificar o grau de firmeza que é mais confortável para si. Os colchões vêm em diferentes níveis de dureza, que variam de macios a muito firmes. A firmeza adequada do colchão é vital para o seu conforto e para evitar dores nas costas e problemas na coluna vertebral.

Por exemplo, se é uma pessoa que prefere dormir de lado, um colchão médio a macio pode ser a melhor opção, pois adapta-se melhor à sua forma e permite que a sua coluna permaneça alinhada. Por outro lado, se prefere dormir de costas ou de barriga para baixo, um colchão mais firme pode ser mais apropriado para manter a sua coluna em posição neutra.

Veja também » Como limpar o colchão

Escolher o material adequado

Segundo passo, é essencial escolher o material ideal para o seu colchão. As opções mais comuns incluem colchões de molas, colchões de espuma e colchões de látex.

Os colchões de molas são tradicionais e duráveis, fornecendo um bom suporte e circulação de ar, o que pode ser um fator importante a considerar, dependendo do clima da zona onde reside. Existem diferentes tipos de molas, como as molas bonnell, molas ensacadas, molas bicónicas e molas sem-fim, e cada uma oferece sensações distintas de conforto e suporte.

Os colchões de espuma, incluindo a espuma de poliuretano, a espuma de poliéster, a espuma de látex e a espuma viscoelástica (ou “memory foam”), são conhecidos pelo seu conforto, pois moldam-se ao corpo. No entanto, esses colchões podem reter mais calor, por isso é importante considerar o desempenho térmico do colchão, ou seja, como ele se comporta em relação ao calor.

Os colchões de látex são elogiados pelo conforto e pelo suporte que oferecem, sendo uma opção durável e hipoalergénica. No entanto, os colchões de látex podem ser mais caros. 

Saiba mais » Como acabar com pulgas em casa

Considerar o clima da zona

O clima da zona onde vive também pode influenciar na escolha do colchão. Para as zonas mais quentes, os colchões que promovem a circulação de ar, como os de molas, podem ser uma opção melhor para manter-se fresco durante a noite. Para as zonas mais frias, um colchão de espuma ou de látex, que tende a reter mais calor, pode ser mais adequado.

Testar vários modelos

Como escolher um colchão sem testar? É fundamental testar vários modelos antes de fazer a sua escolha final. Passar algum tempo deitado em diferentes tipos de colchões numa loja pode ajudá-lo a entender melhor o que lhe proporciona mais conforto e suporte. Além disso, muitas empresas de colchões oferecem períodos de teste, permitindo que experimente o colchão em casa por algumas semanas ou meses antes de se comprometer com a compra.

Refresque a casa » Ambientador caseiro

Levar em consideração os problemas de coluna

Um fator crucial para considerar em como escolher um colchão é a saúde da sua coluna. Se sofre de dores nas costas ou lesões vertebrais, a escolha do colchão é ainda mais importante e deve ser feita com cautela.

Um colchão que oferece suporte adequado é fundamental para manter a coluna alinhada durante o sono. Uma postura inadequada ao dormir pode levar a tensão muscular e desconforto, agravando qualquer problema de coluna existente. Por isso, um colchão com a firmeza correta é crucial. Mas qual é a firmeza correta? Isso depende de cada indivíduo e da natureza dos seus problemas de coluna.

Para aqueles que sofrem de dores nas costas, um colchão de firmeza média costuma ser recomendado. Isto porque um colchão muito firme pode exercer pressão excessiva sobre as áreas de contato, enquanto um colchão muito macio pode não proporcionar o suporte necessário para manter a coluna alinhada. Um colchão de firmeza média oferece um equilíbrio ideal entre suporte e conforto.

Se tem uma condição espinhal específica, como uma hérnia de disco ou escoliose, talvez precise de um tipo específico de colchão. Por exemplo, para as pessoas com escoliose, um colchão de espuma de memória pode ser uma boa escolha, uma vez que se molda ao contorno do corpo, proporcionando um suporte personalizado.

Descubra » Como tirar manchas amarelas da roupa

Considerar o tamanho e a altura

O espaço que terá para dormir pode impactar diretamente a qualidade do seu sono. Portanto, o colchão deve ser suficientemente espaçoso para acomodar o seu corpo confortavelmente, proporcionando liberdade de movimento durante a noite.

Quando falamos de tamanho, é importante considerar não apenas o seu tamanho individual, mas também se partilha a cama com um parceiro. Para um único ocupante, um colchão individual ou de corpo e meio pode ser suficiente. No entanto, para um casal, um colchão de casal, queen ou king size oferecerá mais espaço, especialmente se se movem muito durante o sono.

Por outro lado, a altura do colchão é igualmente importante. Esta deve ser adequada à sua estrutura corporal e à altura da sua cama. A combinação da altura do colchão e do estrado da cama deve permitir-lhe entrar e sair da cama com facilidade. Além disso, a altura do colchão pode influenciar a quantidade de suporte e conforto que este proporciona. Colchões mais altos tendem a ter mais camadas, o que pode proporcionar um melhor isolamento do movimento e alívio da pressão.

Saiba » Como tirar ferrugem da roupa

Verificar o desempenho térmico

Sétimo passo, um fator muitas vezes ignorado na escolha do colchão é o seu desempenho térmico. Alguns colchões, como os de espuma de memória, podem reter mais calor, enquanto outros, como os de molas, podem permitir uma maior circulação de ar. Se tende a sentir calor durante a noite, um colchão com melhor regulação de temperatura pode ser uma escolha sábia. Por exemplo, alguns colchões de espuma de memória agora incluem camadas de gel para ajudar a dissipar o calor e manter o corpo mais fresco.

Avaliar a durabilidade

Um colchão é um investimento significativo, e vai querer que ele dure o máximo possível. Pesquise sobre a vida útil média dos diferentes tipos de colchões e considere a garantia oferecida pelo fabricante. Geralmente, os colchões de boa qualidade devem durar entre 7 a 10 anos. No entanto, a durabilidade pode variar dependendo do uso e da manutenção do colchão.

Mais dicas » O que fazer em casa

Pesquisar opiniões 

Ao selecionar o colchão, vale a pena gastar algum tempo a pesquisar opiniões e revisões de outros utilizadores. Isso pode dar uma ideia real do conforto, suporte e durabilidade do colchão. No entanto, lembre-se de que o conforto é uma preferência muito pessoal – o que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra.

Considerar o orçamento

Finalmente, o seu orçamento será um fator determinante na escolha do colchão. Embora possa ser tentador poupar dinheiro com um colchão barato, lembre-se de que passa cerca de um terço da sua vida a dormir, e um colchão de boa qualidade pode ser um investimento valioso na sua saúde e bem-estar. No entanto, há boas opções disponíveis em todas as referências de preço – faça a sua pesquisa e não se apresse em fazer uma compra.

Lembre-se, como escolher um colchão certo é uma decisão muito pessoal e depende de uma variedade de fatores. O mais importante é que se sinta confortável e apoiado pelo seu colchão, para que possa desfrutar de um sono de qualidade todas as noites.

Image by rawpixel.com

✅ Veja também:

Como poupar no supermercado

Produtos limpeza Mercadona

Como lavar sapatilhas

Como limpar o intestino de fezes acumuladas

Ana M. Guedes

Formada em Jornalismo e com um Mestrado em Comunicação Multimédia, a Ana tem uma paixão contagiante por contar histórias e partilhar informações. Gosta de explorar novos tópicos e descobrir as últimas tendências.