Jardim vertical externo: soluções para transformar o seu espaço

O jardim vertical externo surge como uma alternativa inovadora e ecológica para embelezar e trazer vida aos espaços ao ar livre em casas e quintais. Vamos explorar os benefícios destes jardins, como instalá-los e os cuidados necessários para garantir um ambiente verde, saudável e encantador.

O que é um jardim vertical externo?

Os jardins verticais externos, também conhecidos como paredes verdes, são jardins que crescem verticalmente, geralmente em estruturas montadas nas paredes externas de edifícios. Esses jardins podem ser constituídos por várias espécies de plantas, desde flores e ervas até vegetais e pequenas árvores.

Benefícios dos jardins verticais externos

Entre os muitos benefícios desses jardins, podemos destacar:

Sustentabilidade: Ao plantar verticalmente, é possível economizar espaço, água e recursos naturais. Além disso, as plantas contribuem para a redução do efeito de ilha de calor urbano, diminuindo a temperatura ambiente e melhorando a qualidade do ar.

Estética: Os jardins verticais externos adicionam cor e vida às fachadas dos edifícios, tornando-os visualmente mais atrativos.

Biodiversidade: Ao criar um habitat para diversas espécies de plantas e animais, os jardins verticais promovem a biodiversidade.

Ideias para jardim » Inspiração e inovação para o seu espaço verde

Como instalar

Criar e instalar um jardim vertical externo no quintal pode ser uma maneira incrível de aproveitar ao máximo o espaço disponível e adicionar um toque de beleza natural ao ambiente. Aqui estão algumas ideias e dicas para implementar um jardim vertical externo no seu espaço:

Escolha a estrutura. Antes de começar, é necessário escolher a estrutura adequada para o seu jardim vertical. Existem várias opções disponíveis no mercado, como painéis modulares, treliças, pallets reciclados e vasos suspensos. Ao escolher a estrutura, leve em consideração o espaço disponível, o estilo do seu quintal e o tipo de plantas que pretende cultivar.

Localização ideal. Selecione um local no quintal que receba luz solar adequada, de acordo com as necessidades das plantas que você deseja cultivar. Considere também a proximidade com fontes de água para facilitar a rega e a manutenção do jardim.

Seleção de plantas. Opte por plantas que se adaptem bem ao cultivo vertical e que sejam adequadas ao clima da sua região. Algumas opções populares incluem samambaias, suculentas, heras, trepadeiras e plantas ornamentais. Se preferir, também é possível incluir ervas aromáticas e hortaliças no seu jardim vertical.

Leia também » Como limpar sofá de tecido

Preparação do solo e drenagem. É importante garantir que o solo utilizado seja rico em nutrientes e que a estrutura escolhida possua um bom sistema de drenagem para evitar o acúmulo de água e a proliferação de doenças. Utilize substratos específicos para jardins verticais, que são mais leves e permitem uma drenagem adequada.

Manutenção e cuidados

Rega adequada. As plantas em jardins verticais podem ter necessidades de rega diferentes das plantas cultivadas no solo. Certifique-se de regar regularmente e de acordo com as necessidades de cada espécie. Verifique a humidade do substrato e ajuste a frequência de rega conforme necessário.

Adubação. Para manter as plantas saudáveis e com bom crescimento, é fundamental fornecer os nutrientes necessários. Utilize fertilizantes orgânicos ou específicos para jardins verticais e siga as recomendações do fabricante quanto à frequência e dosagem.

Poda e limpeza. Realize podas regulares para remover folhas e ramos secos ou danificados e para estimular o crescimento das plantas. Mantenha a estrutura do jardim vertical limpa, removendo detritos e verificando a drenagem para evitar a acumulação de água.

Controle de pragas e doenças. Fique atento à presença de pragas e doenças nas plantas. Utilize métodos de controlo biológico ou produtos fitossanitários específicos, sempre respeitando as indicações do fabricante e as necessidades das plantas.

Saiba » como limpar o ferro de engomar 

Monitorização e ajustes. Observe regularmente o jardim e faça ajustes conforme necessário. Isso pode incluir a reposição de substrato, a substituição de plantas que não estejam a adaptar-se bem ou a adição de suportes para trepadeiras e plantas mais pesadas.

Proteção contra condições climáticas adversas. Proteja o seu jardim vertical de eventos como ventos fortes, chuvas intensas ou geadas. Se necessário, instale uma cobertura temporária ou mova a estrutura para um local mais protegido.

Iluminação. Se o seu jardim vertical estiver localizado em uma área com pouca luz solar direta, considere a possibilidade de instalar iluminação artificial para complementar a luz natural e garantir o crescimento adequado das plantas.

Tendências e inovações

Jardins comestíveis. Uma tendência crescente nos jardins verticais é a criação de hortas comestíveis, incluindo ervas aromáticas, hortaliças e até mesmo pequenos frutos. Além de estéticamente agradáveis, esses jardins proporcionam alimentos frescos e saudáveis para a família, incentivando o consumo de produtos locais e reduzindo a pegada ecológica.

Sistemas de irrigação automatizada. A tecnologia tem desempenhado um papel importante na manutenção de jardins verticais externos, e uma das inovações mais recentes é o uso de sistemas de irrigação automatizada. Estes sistemas facilitam a manutenção do jardim, garantindo que as plantas recebam a quantidade adequada de água e ajudando a economizar recursos hídricos.

Integração com a arquitetura. Os jardins verticais podem ser instalados em fachadas, muros e até mesmo em varandas e terraços, criando espaços verdes que se harmonizam com o design arquitectónico e valorizam a estética do ambiente.

Transforme o seu espaço » Ideias para casas de banho pequenas

Uso de materiais reciclados e sustentáveis. A preocupação com a sustentabilidade tem levado à procura por materiais reciclados e ecologicamente corretos na construção de jardins verticais. Pallets reciclados, garrafas PET e caixas de madeira reutilizadas são algumas das opções para criar estruturas ecológicas e criativas.

Soluções inteligentes e conectadas. A internet das coisas (IoT) e os dispositivos inteligentes são cada vez mais comuns na manutenção e monitorização de jardins verticais externos. Sensores de humidade e temperatura, aplicações e plataformas digitais facilitam o acompanhamento das condições das plantas e permitem ajustes rápidos e precisos na irrigação, iluminação e outros aspectos importantes para o crescimento saudável do jardim.

Plantas adaptadas às mudanças climáticas. Com as mudanças climáticas e a crescente preocupação com a conservação da biodiversidade, a escolha de plantas resilientes e adaptadas às condições locais tem ganhado destaque. Essa tendência promove a utilização de espécies nativas e tolerantes à seca.

Alguns exemplos de plantas que facilmente consegue encontrar:

Sálvia (Salvia spp.). A sálvia é uma planta versátil e resistente, que se adapta bem ao clima português. Algumas espécies, como a Salvia officinalis, possuem propriedades medicinais e são utilizadas na culinária.

Lavanda (Lavandula spp.). A lavanda é uma planta aromática resistente à seca e que se adapta bem ao clima mediterrânico de Portugal. Além de ser ornamental, a lavanda possui propriedades relaxantes e é utilizada na produção de óleos essenciais.

Alecrim (Rosmarinus officinalis). O alecrim é uma planta perene e resistente à seca, comum no sul da Europa, incluindo Portugal. É utilizado como planta ornamental, bem como na culinária e óleos essenciais.

Revitalize a sua casa » Conheça 10 plantas de interior

Esteva (Cistus spp.). A esteva é um arbusto nativo de Portugal que se adapta bem a solos pobres e secos. Possui flores vistosas, geralmente brancas ou rosadas, e pode ser uma excelente opção para jardins verticais externos.

Murta (Myrtus communis). A murta é um arbusto perene com folhas verdes brilhantes e flores brancas perfumadas. Esta planta é nativa do Mediterrâneo, incluindo Portugal, e é bastante resistente à seca.

Sardinheira (Pelargonium spp.). As sardinheiras são plantas ornamentais populares em Portugal, com flores de diversas cores. São tolerantes à seca e adaptam-se bem às condições climáticas do país.

Pedro Novais

Entusiasta de lides domésticas, alia o seu gosto à alimentação saudável e prática desportiva. É rara a semana que não joga uma "futebolada" com os amigos.