Quando enxertar laranjeiras em Portugal: guia completo

A enxertia é uma prática antiga, muito utilizada na agricultura e na jardinagem, que consiste em juntar partes de duas plantas diferentes para que elas cresçam como uma única. Na fruticultura, essa técnica permite obter árvores mais resistentes e produtivas, ao mesmo tempo que se conservam as características desejáveis da fruta. Neste artigo vamos explorar quando enxertar laranjeiras em Portugal bem como abordar a técnica de garfo.

Quando enxertar laranjeiras em Portugal

Na agricultura portuguesa, a enxertia de laranjeiras ocorre geralmente no início da primavera (fevereiro a abril). Este período oferece condições ideais para uma boa cicatrização, uma vez que as temperaturas estão a aumentar e o fluxo da seiva na planta é mais ativo.

Pub



O porta-enxerto, também conhecido como “cavalo”, “bravo”, ou “sementão”, deve ser uma planta com boas raízes, capaz de sustentar e nutrir o garfo (a parte a ser enxertada). Esta escolha é crucial, pois os tecidos de ambas as partes devem ser compatíveis para garantir uma boa união. Isto significa que deve haver um grau de parentesco entre ambas as partes para que a enxertia não resulte em falha.

O garfo, que apresenta os gomos vegetativos, deve ser guardado num lugar fresco e húmido, como um frigorífico, até ao momento da enxertia. Este passo é crucial para manter a viabilidade dos tecidos e garantir o sucesso da enxertia.

| Leia também » Lepra do pessegueiro tratamento caseiro

Enxertar laranjeiras de garfo: procedimento detalhado

Após saber quando enxertar laranjeiras em Portugal é a altura para escolher o método de enxertia. Um dos mais comuns é o da enxertia de garfo. Esta técnica mostra uma boa eficácia na produção de árvores saudáveis e produtivas. Vamos descrever abaixo o passo a passo detalhado para realizar este tipo de enxertia.

Preparação do garfo

O primeiro passo no processo de enxertia de garfo é a preparação do próprio garfo. O garfo, que é um segmento da variedade de laranjeira que desejamos propagar, deve ser recolhido durante o repouso vegetativo da planta, geralmente no inverno. Como já mencionado, este garfo, que deve conter pelo menos dois gomos vegetativos, deve ser mantido num lugar fresco e húmido.

| Leia ainda » Calda bordalesa quando aplicar nos citrinos

Preparação do porta-enxerto

O próximo passo é a preparação do porta-enxerto, que é a parte da planta que ficará abaixo do enxerto e fornecerá suporte e nutrição ao novo crescimento. O porta-enxerto deve ser uma árvore de fruto jovem e saudável que tenha pelo menos um ano de idade. Escolha o local de enxertia no porta-enxerto a cerca de 15 a 30 cm acima do solo, e faça um corte oblíquo neste ponto.

Compre na Temu com o nosso link e obtenha descontos de 50% mais cupões de  💰100€

Conexão do garfo e do porta-enxerto

Depois de preparados, o garfo e o porta-enxerto estão prontos para serem unidos. Coloque o garfo no corte do porta-enxerto, de forma que as camadas de tecido cambial de ambos (a camada logo abaixo da casca) se alinhem o máximo possível. Este alinhamento é crucial para a união bem-sucedida das duas partes, pois é através do tecido cambial que a seiva é transportada, alimentando assim o novo crescimento.

| Descubra » Em que mês enxertar abacateiro em Portugal

Proteção do local de enxertia e cuidados

Uma vez unidos o garfo e o porta-enxerto, proteja o local de enxertia para promover a cicatrização e evitar a entrada de água e agentes patogénicos. Normalmente, usa-se uma fita de enxertia para selar o local.

Depois de enxertar a laranjeira, é importante cuidar adequadamente da planta para garantir o sucesso da enxertia. Isto inclui regar adequadamente a planta, remover qualquer rebento que surja abaixo do local de enxertia (conhecidos como “rebentos ladrões”), e proteger a planta de condições meteorológicas extremas.

Através deste procedimento detalhado de enxertia de garfo, agricultores e jardineiros podem produzir laranjeiras saudáveis e produtivas, melhorando assim a qualidade e a quantidade da sua colheita de frutas.

| Poderá gostar » Quando podar oliveiras em Portugal

Perguntas frequentes sobre a enxertia das laranjeiras

Que tipo de plantas posso usar como porta-enxertos para laranjeiras?

A escolha do porta-enxerto é crucial para o sucesso da enxertia. Este deve ser uma árvore saudável, com um sistema radicular robusto e resistente. O ideal é que seja da mesma família da planta que pretendemos enxertar, de forma a assegurar a compatibilidade e a maior probabilidade de sucesso. No caso das laranjeiras, normalmente utilizam-se outras árvores cítricas, como o limoeiro ou a tangerineira, que têm mostrado ser boas opções.

Quanto tempo demora a enxertia a pegar?

O tempo necessário para que o enxerto ‘pegue’, ou seja, para que a conexão entre o porta-enxerto e o enxerto se estabeleça e comece a funcionar efetivamente, pode variar. Normalmente, para as laranjeiras, este período situa-se entre os 20 a 30 dias.

No entanto, este é um processo que requer paciência e atenção. É importante que mantenha o local da enxertia bem protegido e assegure que a planta tenha as condições ideais para a cicatrização e o crescimento.

Para finalizar, o sucesso da enxertia depende de uma série de fatores, incluindo saber em que mês se enxertam as laranjeiras, a seleção apropriada do porta-enxerto e do garfo, e os cuidados pós-enxertia. Ao dominar estas técnicas, qualquer pessoa pode melhorar a produtividade e a resistência das suas laranjeiras.

✅ Veja também:

Como fazer uma vedação barata

Variedades de batatas para semear em Portugal

Quando sulfatar árvores de fruto

Relva escalracho

Ana M. Guedes

Formada em Jornalismo e com um Mestrado em Comunicação Multimédia, a Ana tem uma paixão contagiante por contar histórias e partilhar informações. Gosta de explorar novos tópicos e descobrir as últimas tendências.